terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Meu amor

Meu amor...
Da ritmo as cordas inertes de um violão.
Arranca-me sorrisos...
Quem nem eu sabia que era capaz de fazer.
Ele completa o meu dia...
O torna mais belo...
Só pelo simples fato de lembrar.. de mim...
O meu amor me faz sonhar...
Mais do que outra primavera fez
È como se eu o conhece-se e ele a mim...
Cada detalhe milimétrico....
Detalhes... que nos tornam especiais
Em cada um dos sentimentos
O meu amor eu busco no pensamento...
Por que agora... é o único lugar que meu coração pode te-lo!

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Por que?

Por que tão magnéticos!?
Por que tão misteriosos!?
Por que não agora!?
Por que depois!?
Por que isso!?
Por que eu!?
Por que você!?
Por que nós!?
Por que agora!?
Por que assim!?
Por que não depois!?
Por que as lágrimas!?
Por que o sorrisos!?
Por que?! Por que!?
Meu Deus... Por que!?
Por que minhas mãos querem tanto sua pele!?
Por que meu coração insiste em bater assim... tão ritmado e intenso!?
Por que minha garganta grita desesperadamente seu nome... em silencio!?
Por que meus olhos não vem nada... alem do contorno de seu rosto!?
Por que meus lábios desejam tanto... estudar os movimento dos seus!?
Por que tão difícil!?
Por que?! Por que!?
Meu Deus... Por que!?
Por que nós!?
Por que tão longe!?
Por que esconder!?
Por que mentir!?
Por que não livres!?
Por que tanta beleza!?
Por que tão interessante!?
Por que!? Por que!?
Meu Deus!
Por que!?

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Intextual - II

Para onde foram as letras...
Antes fluentes como um pacífico riacho...
Correntes... em perfeita e harmónica sintonia...
O poeta escrevia...
era o seu alívio
Agora... nem isso mais o poeta tem.
É como se ele tivesse parado no tempo...
e permanece inerte...
A toda e qualquer diferença na maré.
Isso o machuca e perturba suas noites de sono
Agora dorme por que vê outros dormirem
não mais por que tem sono.
Come e bebe... não mais por sua vontade
O poeta teme
Teme muito... nunca mais acordar!

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Intextual

Estranho!?
È o modo como tudo acontece...
como o mundo da voltas
como pessoas entram e saem de nossas vidas de modo...
espontâneo...
estranho é as pessoas, desejarem você perto, mas de uma forma... um tanto quanto inusitada!
Te querer mas... mas não quererendo
Ideias confusas...
como as desse desabafo...
não há uma linha de raciocionio...
E é tudo tão Intextual!

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Troi

Correr...
Belo modo de se passar por ai!
Esquivar...
Torna-te mestre!
Olhar...
Cada vez mais discreto!


Três meses!

sábado, 13 de setembro de 2008

Meu mundo!


Eu vivo em um mundo
secreto, lindo e apaixonante!
Onde o verde é poesia
E os segredos são irrelevantes
Um mundo onde sou o que sou
sem mascaras ou fingimentos
O amor é vivido intensamente
Sem vergonha nem medo
As mãos não temem
Os olhos não julgam
As bocas não difamam...
Esse mundo é colorido
E vivido conforme a cor!

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Cade.

Cade a luz brilhante!?...
Não é isso que nos prometiam!?
Eu não vejo nada...
NADA que me guie!

To perdida e confusa!
Vejo rosto contidianos que ja não conheço!
Um bando de estranhos...
Seria esse o paraiso!?

Sinto a tristeza me corroendo
E não sei porque triste estou!
A felicidade a muito tento
de minhas mãos escapou!

Não vejo nada... nada que me guie

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

MONOLOGO QUERIDO!



Como doi não saber porque...
Como doi ficar imaginando porque...
Como doi não ver seu sorriso toda manhã...
Como doi... saber que vc pode estar ao lado...
Mas mesmo assim...

Como doi lhe ver todo dia...
Como doi... nunca mais...
Como doi, ser magoada e não saber
por que não tentar para magoar!

Como doi olhar no seus olhos e ainda me sentir perdida!
Como doi o efeito que eles têm sobre mim!
Como doi querer tanto algo que chega a doer
Como doi encarar a verdade!
Como doi saber que nunca ouve...
Somente amizade!

Eu posso até estar sendo RIDICULA!
mas a primeira vez... em tudo é especial...
Marca... têm a obrigação de ser guardada com
MUITO CARINHO!

Por isso não guardo odio, nem Rancor!
Guardo simplesmente a esperança!
De poder de novo!
Não sentir mais dor!!!

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Na garganta

Como é dificil mudar,
O que não quer ser mudado.

Recorer à chuva
como remedio para a solidão.

Amar alguem
mas não encontrar a chave certa da
a convivencia a dois.

Como é doloroso, machuca.
Como é desesperador...

quinta-feira, 3 de julho de 2008

Férias ¬¬' ( ou não)


.... ¬¬'
Situação capciosa essas ferias!

Duas semanas atrazadas...
Porque a idiota aqui!
Nâo estudou durante o bimestre (é situação Estupida... que tipo de idiota paga a Universidade e não estuda!?)

Bommm......FERIAS pensei eu!!!!

Mas não....
alegria de pobre dura pouco!
Minha uma semana de ferias vou ter que ficar...
Dando uma de Amelia....
A Diarista se empolgou com as MINHAS ferias e também resolveu tirrar as Delas! ¬¬'


DUREZA""
Ferias Só em Dezembro ( eu espero :S)

sexta-feira, 14 de março de 2008

sexta supinpa!


aaahhhh!! a faculdade!!
hallana chega na biblioteca:
-Galera vamos na monitoria de anatomia....
alguem surge com o assunto:
-cara que vontade de tomar uma caipirinha!
Galera ...:
-saaaaaaabrina tem limão na sua casa....? ^^,
e la se foi uma tarde brilhante estudando anatomia
sem mais nem menos,
¬¬' droga,
eu queria tanto estudar anatomia
em uma ensolarada sexta-feira a tarde!!!!
nic nic nic!

quinta-feira, 6 de março de 2008

Grande quinta 2













Por que criar um blog...

  • Parece ser um negocio divertido para dedéu...
  • Quando se é uma nerd calada... única maneira de soltar a voz baibe :D
  • Aqui eu falo e ninguém me interrompe... Ráh!
  • Liberdade editorial...Yéah!!
    \0/

PS. se as primeiras postagens não estiverem boas,
Dá um tempo eu sou nova no pedaço.
Quem sabe com o tempo eu melhore! ^^,
Se não melhorar... eu abandono o negocio!

PS2. o nome do blog tem a escrita errada de propósito.
Ele condiz com o que este blog irá demonstrar futuramente...
Isto é... nada.